Texto por: Felipe “Felpy” e Gabriel Reis

Definidos os times que disputarão a final da 3ª temporada da Free Fire Pro League, é hora de conhecermos mais a fundo um por um dos finalistas que estarão no Rio de Janeiro no dia 9 de novembro para brigar pelo título e pelas duas vagas no Mundial, que também será sediado em terras cariocas.

Hoje é dia de conhecer a GOD E-SPORTS, que garantiu a classificação para o presencial como 3ª colocada do Grupo B com 2885 pontos. É a primeira vez que a equipe disputará uma final de Pro League.

Formado por JEFFMITO, MARTINS, THIAGOXL e VAZILY, o esquadrão da GOD gritou BOOYAH três vezes durante a fase de grupos da FFPL. Foram ao todo seis quedas às quais a equipe se manteve entre os seis melhores colocados.

1º BOOYAH da GOD E-SPORTS na 3ª temporada da Free Fire Pro League
2º BOOYAH da GOD E-SPORTS na 3ª temporada da Free Fire Pro League
3º BOOYAH da GOD E-SPORTS na 3ª temporada da Free Fire Pro League

O principal destaque da equipe na fase de grupos foi JEFFMITO, que terminou a primeira fase do campeonato com 16 abates.

De olho nas quedas

Graveyard foi o primeiro ponto de queda da GOD nas suas primeiras apresentações em Bermuda. Todavia, ao perceber que Sentosa estava desabilitada, a equipe optou por explorar a região nas outras partidas.

Partindo para Purgatório, Moathouse é o principal ponto de queda da GOD, que em algumas rotas do avião também opta por cair em Campsite, focando em um jogo mais seguro.

Elenco e quantidade de abates conquistados ao longo da fase regular:

  1. JEFFMITO – 16 eliminações
  2. MARTINS – 15 eliminações
  3. THIAGOXL – 15 eliminações
  4. VAZILY – 10 eliminações

Considerações finais

Inteligência nas rotas e adaptações ágeis fizeram da GOD um time promissor na competição.

O estilo de jogo da equipe é bastante engenhoso nos dois mapas. Em suas rotações, que geralmente tangenciam as zonas seguras de forma cuidadosa, a GOD costuma evitar trocações, mas sempre que é preciso lutar, não deixa a desejar e vai para cima dos adversários.

Em meio a um grupo com Corinthians, LOUD e INTZ, o desempenho do time surpreendeu os narradores da Pro League e, certamente, a GOD pode ir muito longe na grande final.


Leia também: