O Corinthians mal embarcou no Free Fire e já disputará a sua primeira final de Pro League. Formado por Japa, Fixa, Nobru, Level Up e 01pires, o elenco ex-Bando De Loucos terminou a fase de grupos do campeonato na primeira colocação do Grupo B com 3345 pontos, sendo 1340 em abates e 2005 das posições conquistadas ao longo das 12 quedas disputadas.

Leia também:

Em entrevista ao site oficial da Free Fire Pro League, Fixa, capitão e um dos destaques do Corinthians na 3ª temporada da FFPL, avaliou a campanha do time até a classificação para a final e contou como foi a transição de uma organização para a outra ainda no decorrer do campeonato.

Fixa é o capitão do time de Free Fire do Corinthians (Foto: Reprodução)

Confira, na íntegra, a entrevista completa:

Como você avalia a campanha do Corinthians ao longo da tempo?

– Estamos bem felizes com o resultado. Garantir a classificação em primeiro lugar mostra o quanto a equipe é boa e o que a nossa dedicação e seriedade nos treinos nos rendeu.

O quanto impactou no time a transição de Bando De Loucos para Corinthians Free Fire?

– A transição de BDL (Bando De Loucos) para Corinthians impactou muito o time. Primeiro que jogar carregando o nome do Corinthians traz um peso e uma responsabilidade diferente na hora das partidas. Além disso, nós jogávamos todos de casa, e com a transição passamos a jogar todos juntos no mesmo espaço. Isso tornou os treinos muito mais sérios e trouxe uma concentração maior para todo o time. Tenho certeza que isso tudo foi muito importante para que a nossa classificação para as finais fosse concretizada.

Como estão as expectativas para a final no Rio de Janeiro? Acredita que a torcida do Timão pode contar como um jogador a mais na hora das partidas?

– As expectativas estão altas e todo o time está ansioso para jogar. Se a torcida do Timão aparecer em peso, com certeza terá um impacto muito positivo, mas estamos treinando muito para que possamos colocar nossas táticas em prática e fazer um bom campeonato. Se Deus quiser nós vamos para o Mundial!

Quais erros que vocês cometeram na fase de grupos que devem ser trabalhados para não atrapalhar a equipe na final?

– Faltou um pouco de comunicação, foi onde eu acredito que erramos, mas ainda assim ficamos bem felizes com o resultado final. Estamos trabalhando duro para melhorar e aprimorar o nosso jogo em equipe e individualmente.

Das equipes classificadas, quais você acredita que podem atrapalhar o Corinthians na corrida pelo título?

– Para ser bem sincero, preferimos focar no nosso time e no nosso desempenho. Acredito que todas as equipes que chegaram na grande final são fortes e eu não subestimo ninguém.


Fique ligado no nosso site e nas redes sociais do Free Fire – Brasil (Twitter, Facebook e Instagram) para ficar por dentro de tudo sobre a final da 3ª temporada da Pro League. Lembrando que a final acontecerá no dia 9 de novembro e será transmitida ao vivo nos canais oficias no YouTube e também no Facebook.