Um dos assuntos mais comentados no mundo gamer dessa semana foi a vitória da New X na segunda temporada da Pro League de Free Fire. O time que é uma guilda, como chamam os jogadores que gostam de jogar sempres juntos, conseguindo assim upar mais rápido, fizeram uma campanha boa levando em consideração o fato de serem novatos na competição. 

No primeiro final de semana de quedas em grupo a New X foi totalmente irregular. O time conseguiu apenas uma vitória com direito a Top-3 e dois 12º lugares. Com LA FÚRIA, Ice Death e TUDO2 despontando no grupo C, a equipe  teve que jogar muito para conseguir enxergar uma luz no fim do túnel. 

Graças às habilidades de seus integrantes, a segunda semana de confrontos foi crucial para o time ganhar a confiança que precisava  e crescer no campeonato, assumindo a liderança do grupo com 2075 pontos. 

Daqui pra frente a New X conseguiu manter seu rendimento. O time terminou a fase regular no topo da tabela totalizando 3615 pontos, assistindo de camarote a briga pelas outras duas vagas, preenchidas por Ice Death e LOS GRANDES. 

Chegadas as finais o assunto não foi outro, deu New X do começo ao fim. O time que chegava na fase final com a moral lá em cima, mandou 4 booyah´s, sendo 3 deles consecutivos e decisivos para a abrir uma vantagem de 800 pontos do segundo colocado. 

New X campeã da Pro League

UBiTa, o termômetro da New X, jogou muito. O player além de contabilizar vários kills, soube trabalhar bem em equipe e de quebra levou o título de MVP (Most Valuable Player) da segunda temporada da Pro League. Confira abaixo uma entrevista com “Andrade” e “VitinnN” integrantes do time campeão:

Na sua opinião qual foi o momento de maior destaque da New na Pro? 

“VitinnN”: Quando demos os dois Booyah´s seguidos, com certeza. Ali abalamos o psicológico das outras equipes que se viram com as chances bem reduzidas de alcançar a New X na pontuação. 

Red, INTZ e Keyd não participaram na primeira etapa do campeonato. Você acha que isso favoreceu ou atrapalhou a New? 

“Andrade”: Acredito que não tenha nos abalado. Na primeira season eles fizeram por merecer pra estar ali e nessa temporada também conseguiram jogar muito bem.  Vivo Keid ta aí pra provar isso, já que conseguiu a segunda colocação do torneio. Deu trabalho para New X e é mérito deles. São três equipes fortes e que merecem uma atenção especial sempre. 

Sobre estratégias, vocês entram e seguem uma linha até o final das quedas ou mudam dependendo da situação? 

“VitinnN”: Temos nossas calls fixas que sempre caímos, central e bima mas o resto dependemos muito safe. 

Vocês seguiram uma rotina de treinamento diferente para Pro League? 

“Andrade”: Não fizemos nenhum tipo de treinamento específico para o torneio, optamos por seguir a rotina de sempre, treinando bastante call, posicionamento para o time se ajudar sempre dando cover, flanqueamento e testando as melhores armas. 

Agora é pensar na próxima etapa da Pro e no Mundial no Rio. Como é em casa a equipe se sente mais confortável? 

“VitinnN”: Na verdade a gente acredita que a pressão vai aumentar. Querendo ou não somos agora o mais novo time campeão da Pro League, então provavelmente seremos mais visados durante as partidas pelas outras equipes também. Depois que todo mundo pôde acompanhar nossa campanha, acredito que vamos poder contar com o favoritismo da torcida para a próxima fase e conseguir as vagas para o mundial. 

Na sua opinião falta algum incentivo no Brasil para descobrir mais talentos do jogo?

“Andrade”: Acredito que não falte incentivo, a criação do campeonato é a prova disso, todo mundo pode ter suas oportunidades de igual pra igual. 

A próxima edição da Pro League, que garante vaga para o mundial, e a Free Fire World Series acontece no Rio de Janeiro, nos dias 9 e 16 de novembro dentro dos palcos da Rio Centro. Fique ligado para mais informações.